MASMO | Ara dedicada ao Sol e ao Oceano

Monumento romano em calcário dedicado ao Sol e ao Oceano (e também possivelmente à Lua). Foi mandado fazer por Caius Iulius Celsus, durante o imperialato de Antonino Pio (datará de cerca de 140 d. C.). O dedicante, conhecido através de outras inscrições do Império – nomeadamente de “Lugdunum” (moderna Lyon) e “Amiternum” (no centro da Península Itálica) –, inclui no texto o seu extenso “cursus honorum”, em que se apresenta como legado (imperial) em missão na Lusitânia para realizar o censo da população.

Proveniente do santuário consagrado ao Sol, à Lua e ao Oceano situado junto à foz do rio de Colares, terá sido trazido para Odrinhas – onde foi descoberto em 1907 – em época incerta, porventura ainda na Tardo-Antiguidade, numa altura em que, fruto da cristianização oficial do Império, o santuário se encontraria já abandonado e em que as elites ainda pagãs que então viviam nos seus grande domínios rurais, ou villae, recolhiam e juntavam peças antigas escultóricas e epigráficas. Recorde-se que em São Miguel de Odrinhas existem vestígios de uma destas “villae”.

Está em exposição no Museu.

 

Enviar