A Propósito das Comemorações da Tabela Periódica

Escrevi este artigo a respeito das atividades relativas às comemorações da “Tabela Periódica”. É a visão de uma professora de Português, que não tem Química desde o décimo segundo ano, mas que desde jovem foi aficionada de ficção científica de qualidade. O que quero dizer é que os conceitos talvez precisem de uma revisão. Mas o amor não. O amor é genuíno.

Se, como costumo dizer, a Matemática é a linguagem dos deuses, meus amigos, a Química é a essência da vida.

Se conseguíssemos contemplar o ínfimo do Universo, então veríamos as partículas que brilham, que roubam, que partilham e que fazem com que toda esta complexidade maravilhosa exista. É tão simplesmente como o amor. Vão agora dizer-me que o amor não existe em tudo? Que apenas a literatura é impregnada de amor? Não, tal não me parece verdade. E este amor ínfimo, invisível e misterioso foi percebido pelo génio único de um russo, Dimitri Mendeleev, no ano de 1869. Este químico criou a primeira versão reconhecida da Tabela Periódica, que completa agora  150 anos!

Parece-vos insignificante? Na realidade, é um feito gigantesco. Ao olharmos atentamente para esta tabela, podemos perceber como se organizam, como reagem, como se relacionam os diferentes elementos. Podemos alcançar o mundo que está na base de tudo o que conhecemos. Podemos até antever um mundo que ainda não existe, como alguns cientistas visionários – recordava-me, ainda há pouco, de a minha professora de Físico-Química ter falado de um elemento de difícil captação, leve e resistente, que faria com que voar se tornasse mais fácil e mais seguro.

E é em 2019 que se comemora o Ano Internacional da Tabela Periódica.    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Monumento à tabela periódica na Universidade de Química e Tecnologia de Alimentos em Bratislava na Eslováquia.

No âmbito dessa importante comemoração, a Escola Básica Integrada de Colares realizou, entre os dias 13 e 20 de maio, uma verdadeira viagem à Tabela Periódica, que trouxe este instrumento ao conhecimento da comunidade educativa, através de todo um conjunto de atividades, promovidas pela Biblioteca Escolar e realizadas pelas professoras Paula Pinto, Maria Eugénia Antunes, Elisa Costa e  Paula Jacinto.

De entre estas atividades, destacaram-se o Concurso de Escrita Química Divertida e o Peddy Paper Tabela Periódica.

Foram envolvidas as quatro turmas do nono ano, A, B, C e D, na disciplina de Físico-Química.

Os nomes dos vencedores foram divulgados hoje, dia 5 de junho, no decorrer do Sarau de Ginástica:

  • Concurso de Escrita Química Divertida: Adriana Videira e Clara Oliveira, 9ºA
  • Peddy Paper Tabela Periódica: Laura Nascimento, Sara Alves e Teresa Firmino, 9ºD
Sílvia Weber, docente de Português do 3º ciclo, EBIC

Enviar