Perlimpimpim a Nossa História Começa Assim…

O Urso e a Raposa

Na floresta de Artnic, num dia de verão, uma família de coelhos estava a acampar.

O Pai Coelho e a Mãe Coelha gostavam muito dos seus três filhinhos: Pedrinho, Joaninha e Zezinho. Eles eram muito pequeninos e faziam muitas traquinices.

Na floresta, havia a Raposa Matreira que estava a espreitar a Família Coelho. Aguardava pelo anoitecer para comer os três coelhinhos. A Raposa, fingindo-se de amável, foi falar com os três coelhinhos que estavam à volta da fogueira a grelhar espetadas de cenouras.

– Olá meus amigos, como estão? – Perguntou a Raposa, com um sorriso amarelo.

– Estamos bem!

– Querem vir beber um batido de cenoura, enquanto brincamos, meus amigos?

Os coelhinhos aceitaram a proposta da raposa e, sem desconfiar de nada, foram até à toca. Quando chegaram lá, a Raposa tinha preparado um banquete para eles os três.

– Vamos fazer uma fogueira? – pergunta a raposa – mas não tenho lenha em casa.

-Uma fogueira? Perguntaram o Pedrinho e a Joaninha que já estavam a estranhar um bocado.

A Joaninha e o Pedrinho foram buscar a lenha ao bosque. O Zezinho ficou à espera com a raposa, na sua toca. Aproveitando a ausência dos irmãos, a raposa tentou comer o Zezinho! Mas o Zezinho fugiu para o bosque. Durante a sua fuga, o Zezinho chocou contra uma barriga enorme e peluda, vendo umas patas com garras enormes e uns dentes afiados. Era um urso. O Zezinho, assustado, fugiu! Encontrou os manos.

– Manos- diz o Zezinho – a raposa tentou comer-me e quando fugi, eu vi um urso muito grande e assustador!

Nesse momento, aparece a Raposa que pulou até eles, querendo comê-los.

De repente, o Urso salta por cima da Raposa, tentando afastá-la dos três coelhinhos. A Raposa e o Urso começaram a lutar. O Urso ganhou e a Raposa fugiu.

Os coelhos ficaram arrepiados e assustados. Será que o Urso os quer comer?!!

– Eu não vos faço mal!

-Achas que acreditamos nessa? Somos novos, mas não somos ingénuos! Tu és um Urso grande, mau, feio e gordo!

– Desculpem-me, eu não vos queria assustar – e o Urso foi embora triste.

Os Coelhinhos sentiram-se mal e muito tristes por terem sido injustos com o Urso. Depois de fazerem as pazes, voltaram ao acampamento e comeram espetadas de cenouras.

Moral da história, as aparências enganaram os três coelhinhos. Assim, como diz o ditado “Quem vê caras, não vê corações!”

Seraloc, 4.ºA

Enviar